• Dra. Camila Couto e Cruz

Morando no exterior: "Já estou aqui há anos e não consigo falar fluentemente"


É comum pessoas me procurarem para tratar da ansiedade que bate quando, após anos vivendo num país, ainda não se consegue falar a língua fluentemente. É uma sensação de frustração muito grande, pois a fala é o meio pelo qual você se expressa e se comunica com o mundo exterior.


Se imaginarmos as palavras como cores, a vida do imigrante que não fala a língua local se torna um quadro em preto e branco. Ele não consegue se expressar de maneira complexa, com todas as cores do arco-íris... se limita às poucas frases que sabe e, numa discussão mais complexa, tende a não expressar sua opinião real por falta de vocabulário. Quem nunca se pegou concordando com algo que discorda justamente para não ter que explicar seu posicionamento? Depois, ao chegar em casa, bate a tristeza de se dar conta de que já está há muito tempo vivendo fora e ainda não consegue falar como esperava.


A tarefa de aprender a falar fluentemente se torna ainda mais difícil quando a pessoa, por medo de se frustrar em conversas com estrangeiros, limita suas amizades num grupo de brasileiros. No dia a dia acaba sendo mais fácil evitar falar a língua local, então muitos acabam também morando e trabalhando com outros brasileiros. Sim... pode ser mais fácil, mas o monstrinho da ansiedade vai crescendo dentro de você a cada dia que você negligencia seu estudo e prática da língua.


No Brasil, sua família acha que você já está falando tudo, que já vê filme sem legenda e pode ser o tradutor da família nas viagens. Dentro de você, a realidade é que você ainda não consegue falar ao telefone com um local pois não entende praticamente nada e entende menos de 50% do que vê na televisão. As expectativas alheias acabam contribuindo para a sensação de fracasso e você se questiona sobre a sua real capacidade de, um dia, aprender essa língua.


Em casos mais graves, a língua se torna até mesmo aversiva, e as pessoas podem apresentar irritação e ao ouvir a língua local no rádio e TV; ou até mesmo se tornar verbalmente agressivo contra outros brasileiros que estão falando fluentemente a língua. Outro caso grave é a sensação de "branco" ou "apagão" que aparece quando você precisa responder a uma pergunta, resolver um problema ou fazer uma apresentação. Crises de pânico também podem ocorrer nesses casos. Talvez estes relatos possam parecer exagerados, mas eles são casos reais que eu já atendi na minha clínica.


Para evitar que a ansiedade te impeça de aprender a língua local, é preciso identificar os primeiros sinais de que algo não vai bem... se você está percebendo que se afasta de pessoas que não falam português, se você fica nervoso ao ter que fazer uma pergunta na língua local, se você se sente frustrado por estar estagnado no aprendizado ou se você se pega fugindo de situações em que precise interagir mais aprofundadamente, expressar opiniões ou engajar em discussões, busque apoio psicológico clicando aqui. A psicoterapia vai te ajudar a lidar com esse sentimento de impotência, estagnação, medo e ansiedade. Além de identificar as barreiras que estão entre você e a fluência da língua, será possível estabelecer metas e objetivos claros para você voltar a progredir nos seus aprendizados.


Se você se identificou com os assuntos tratados nesse post e gostaria de aprofundar-se no autoconhecimento através da psicoterapia ONLINE, entre em contato comigo clicando aqui. Você pode agendar uma sessão informativa de 20min sem custo envolvido. Nessa sessão, eu poderei explicar mais sobre o meu trabalho para você e você poderá tirar dúvidas sobre a psicoterapia ONLINE.

Links Úteis:

Agendamento de consultas com a Dra. Camila Couto e Cruz

Siga as redes sociais para ter acesso a conteúdos como esse diariamente:

Facebook

Instagram


Quem escreve:

Camila Couto e Cruz é psicóloga com formação em Gestalt-Terapia e doutorado em Psicologia Social pela University of Queensland; uma das 50 melhores universidades do mundo, de acordo com o QS World University Ranking.

Camila trabalha com psicoterapia na modalidade online, atendendo brasileiros que vivem no exterior através de uma abordagem dinâmica, voltada para a autorregulação e ajustamento criativo do indivíduo.

Agende uma sessão informativa sobre a psicoterapia online, sem nenhum custo, clicando aqui.


304 views
 

Copyright © 2020 Camila Couto e Cruz | Todos os direitos reservados